O amor só acontece quando acreditamos nele | Bianca Sousa | Site Oficial

O amor só acontece quando acreditamos nele

Quando escrevi Eterna: o som do amor eu tinha em mente algo muito além de escrever uma história de amor. Eu queria escrever uma história triste e bonita. Queria emocionar as pessoas. Queria acima de tudo acordar elas para um fato curioso:


O amor só acontece quando acreditamos nele.

É verdade.

Mas tem gente (de todas as idades e lugares) procurando por algo que não acredita. O quão incoerente isso pode ser? É como esperar pelo Papai Noel no Natal e não acreditar nele; como rezar para seu Deus e não acreditar nele. A questão aqui não é sobre crenças. É sobre fazer sentido.

O mundo é como um eco. Presta atenção no que você grita pra ele, porque ele
está te respondendo.

Eterna: o som do amor, pg 64 - Bianca Sousa 2014

Se você quer encontrar um amor, ser rico, ir para Lua ou seja lá o que for, não pode ter medo. Tem que se arriscar e ter a certeza dentro de você porque SIM.

Chega a ser uma questão de sintonia. Acreditar é estar aberto à possibilidade (porque quando se acredita piamente em algo, a possibilidade existe). Logo, quem procura, acha. E para quem não acredita em destino, (im)probabilidades acontecem aos montes.

Isso não era para ser um post auto-ajuda, mas acabou sendo um pouco, e não estou nem aí. Sei que quem estiver precisando ler este post, o lerá e ponto.

De uma coisa pode ter certeza: quando encontramos a tal pessoa, todos os tombos/decepções se tornam nada e a vida fica muito mais bonita. O olhar de quem ama é mais interessante.

Andar de patins com Victor enquanto a cidade ainda acordava foi como se andasse pela primeira vez. Teve que reaprender a andar e a cair. Logo ela, que tanto lutara para evitar a queda, foi logo cair de amores. Caiu e levantou tantas vezes quantas foram necessárias. Mas os tombos, todos eles, se comparados àquilo, eram nada. Desejo realizado. Presente que não pedira. Era fácil assim e acontecia. Com o passar do tempo aprendeu novamente a não se machucar e não colocar um pé na frente do outro. Agora dançava sobre as rodas, solta, liberta. Descobriu mesmo é que tinha medo de ser feliz.

Eterna: o som do amor, pg 104 -  Bianca Sousa 2014

Cecília Ferreira, uma das personagens de Eterna, é cientista e super cética de tudo. Custou a acreditar no amor, mas no instante que passou a ceder à possibilidade dele (o amor) existir, aconteceu. Ou mais ou menos isso!

Para quem quiser ler e tirar suas próprias conclusões, o livro pode ser comprado em formato físico ou digital por preços super convidativos.





Que você encontre o que procura.
Beijo da bia.

Bianca Sousa

Escritora. Fantasia e Romance. Autora de "Eterna: o som do amor", "Eternamente sua", "O canto do cisne" e "O dia que o Sol não nasceu".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ei, obrigada por passar aqui!