DeadPool | Bianca Sousa | Site Oficial

DeadPool

*Atenção: post inspirado no filme. Contém palavreado chulo*

Nem todo mundo nasceu para ser Batman. A prova disso é DeadPool.

O (super) anti-herói, justiceiro, sarcástico e vingativo leva uma vida desregrada - sendo bem sútil, tá, gente?!  E pouco antes de descobrir que está com câncer terminal, recebe uma proposta irrecusável de cura milagrosa. Entretanto, como é um filme do Dead Pool, é claro que, é uma cilada. E das feias!

Ele acaba - contra a vontade dele,- participando de um experimento extra-governamental que injeta substâncias estranhas nas cobaias que têm reações adversas, sendo a principal delas "criar um poder sobre-humano" como força, rapidez, cura, etc, essas paradas de x-men.

Só que para ativar essa substância é preciso expor o corpo a estresse intenso. E qual a melhor maneira de fazer isso??? Tortura física e psicológica. *Engole a seco.

As cenas são fortes e mesmo nessa situação, ele tira sarro. Aliás, essa foi uma das coisas que me fez amar o filme: o humor inapropriado, incorreto, inclusive com as próprias desgraças; e o amor dele pela prostituta, Vanessa. Juntos, eles protagonizam cenas hilárias e, isso tudo humaniza o personagem para gente gostar dele. Torna-o mais real, mais fodido do que qualquer um de nós e nos brinda com a valorosa lição de que não importa quão ruim está, pode piorar. Haha!

Mas se você é o tipo de pessoa que vê o copo cheio, consegue extrair do filme a mensagem de que: não importa quão ruim a vida esteja, você pode passar por cima do obstáculo, se destruir no caminho, mas no final, conseguir o que quer e ficar com garota (ou garoto). O amor sempre vence! *-*

Então é isso. Acho que o filme quer dizer para não nos levemos tão a sério; que a vida é muito curta e às vezes essa FDP faz questão de nos virar as costas. Quando isso acontecer, faça como o Dead Pool e enfie o seu dedo no c* da vida.

-

E você? Assistiu o filme? O que achou? Deixa nos comentários sua opinião a respeito do filme e da minha opinião sobre ele.

Bianca Sousa

Escritora. Fantasia e Romance. Autora de "Eterna: o som do amor", "Eternamente sua", "O canto do cisne" e "O dia que o Sol não nasceu".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ei, obrigada por passar aqui!