Extraordinário | Bianca Sousa | Site Oficial

Extraordinário

Fazia tempo que um livro não me cativava tanto.

Acho que há duas maldições para quem lê muito:

  1. Você tem mais livros do que será capaz de ler em toda a sua vida.
  2. Chega uma hora que tudo parece mais do mesmo.
O item dois é reflexo do mercado. Se está vendendo, vai ter mais daquilo. Oferta e demanda. Fazer o que? Resta-nos ter paciência para deixar a onda passar e vir a próxima tendência.

Por sorte, no meio desse mar de modismos, sempre tem aquele que nos faz ficar encantados, apaixonados, viciados. Particularmente, não me importo se o livro em questão é best-seller, underground ou independente. Não faço distinção, assim como não tenho fricotes para ler qualquer gênero literário. Claro que existem livros que caem na minha graça mais facilmente. Tenho uma queda por fantasia e romances... Mas hoje, o livro que conquistou meu coração foi Extraordinário de R.J. Palacio, publicado pela Intrínseca aqui no Brasil.

O livro foi publicado lá fora em 2012 e aqui no Brasil em 2013. Eu fui lê-lo só agora, começo de 2016. Há histórias que resistem aos hypes. E que passam pelo meu critério de leitora chata que também escreve. Haha!

Extraordinário, é um livro infanto-juvenil de ficção que conta a história de August Pullmam. Auggie (apelido) nasceu com uma deficiência genética, por isso seu rosto não é como o da maioria das pessoas. A autora é de uma delicadeza e sensibilidade enorme para abordar sobre o tema e, através da narração em primeira pessoa, entramos na mente do menino de 10 anos prestes a ir para a escola pela primeira vez na vida. Ai, que frio na barriga!

Lendo o livro, lembrei de como crianças podem ser maldosas sem querer querendo. Sabe?! A autora descreveu de forma muito natural toda a dinâmica das crianças e adultos com o Auggie, sem nunca cair num clichê barato, nem apelativo. Eu me emocionei em diversos trechos e os pais do Auggie são um amor!

O núcleo adolescente do livro também tem muitos dramas típicos da idade, histórias fortes, mas sem fugir muito do tema central, Auggie. Ah! O livro intercala capítulos com o P.O.V. de outros personagens, o que enriqueceu as informações da história, como se fossem imagens fragmentadas de um calendoscópio, pois nem sempre as outras narrativas eram lineares, entretanto, complementavam muito bem umas às outras, tornando tudo junto uma coisa linda!

Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil.
Dr. Wayne W. Dyer (Trecho citado no livro "Extraordinário")

Enquanto lia, me dei conta (mais uma vez) da efemeridade da vida e do quão frágeis somos. Podemos morrer a qualquer instante MESMO! Pode soar melancólico, mas às vezes subestimamos a vida que temos. Vai dizer que não?

Vou fechar essa resenha com uma citação do livro:

Toda pessoa deveria ser aplaudido pelo menos uma vez na vida, porque todos nós vencemos o mundo.

Auggie (Trecho do livro "Extraordinário")

Livro mais que extraordinário. ;)



Uma foto publicada por Bianca Sousa (@biancasousaautora) em

Bianca Sousa

Escritora. Fantasia e Romance. Autora de "Eterna: o som do amor", "Eternamente sua", "O canto do cisne" e "O dia que o Sol não nasceu".

Um comentário:

  1. Que resenha linda, Bianca! Uma inspiração para as minhas! *-* haha
    Concordo totalmente com você sobre as maldições para quem lê muito... Mas sempre vale a pena quando encontramos um livro que nos conquista.
    Ainda não li Extraordinário, mas a cada resenha que leio elogiando a história, mais vontade me dá. E a sua foi um incentivo e tanto. É muito bom quando o livro nos transmite emoções tão boas e intensas.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Ei, obrigada por passar aqui!